8 de abril de 2011

Doze componentes do grupo da Sociedade da Rosa dos Ventos que está visitando a Diocese Anglicana da Amazônia viajaram está manhã, às oito e trinta, acompanhados do Bispo Diocesano, Saulo Barros e sua esposa, a missionária da USPG, Ruth Barros, em dois aviões da empresa aérea Norte Jet, com destino a cidade de Gurupá, no Baixo Amazonas.

Faz cinco anos que a Igreja Anglicana tem desenvolvido um trabalho naquela comunidade. Os primeiros contatos tiveram início com o Revdo. Fernando Ponçadilha e lideranças do Quilombola Maria Ribeiro, principalmente o Sr. Duca Castro e sua esposa, Dona Vitória. No início a Igreja intermediou um convênio com a CESE (Coordenadoria Ecumênica de Serviço). Atualmente existe uma comunidade anglicana em Gurupá assistida pela Ministra Leiga Vanilse Castro e pelo Revdo. Amaro Daniel de Barros que reside em Macapá.

Imediatamente após a chegada na sede do município o grupo foi levado para o terminal hidroviário, onde três “voadeiras” (barcos a motor velozes) o conduziu a comunidade quilombola. No local, visitaram a escola de ensino fundamental, o Centro de Informática, e a Rádio Comunitária Quilombola. Segundo nos informaram, está é a primeira rádio mantida por uma comunidade quilombola.

Depois houve uma reunião no galpão comunitário, onde Ruth Barros explicou as mulheres os passos necessários para implantação da futura Padaria Comunitária, com apoio do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento. O Bispo Philip Poole presenteou a comunidade, representada pelo Sr. Duca Castro, com o símbolo da Comunhão Anglicana, a Rosa dos Ventos, informando ainda que o material havia sido confeccionado numa rua da cidade velha de Jerusalém, chamada Via Dolorosa, onde a tradição afirma que Jesus teria passado nas horas que antecederam sua crucificação.

Na despedida, as mulheres cantaram o hino da comunidade Maria Ribeiro, composto por Dona Vitória Castro, e acompanharam o grupo no seu retorno até o igarapé onde se encontravam as “voadeiras”. Nosso transporte foi feito em cima da boleia de um caminhão.

Após o almoço, em Gurupá, o grupo foi conhecer o terreno comprado pela Diocese no ano passado, onde a comunidade planeja construir o primeiro templo anglicano no Baixo Amazonas. Depois retornamos ao campo de pouso, onde os pilotos já estavam a postos para nos trazerem de volta para Belém.

No name
No name
No name
No name
No name
No name
No name
No name
No name
No name
No name
No name

-

Revmo. Saulo Barros

Bispo Diocesano – Diocese Anglicana da Amazônia

Categorias: Belém, Destaque, Missão, Notícias

Deixe o seu Comentário